Quarta, 05 Abril 2017 12:00

Fisioterapia amplia o atendimento para zerar a fila de espera em Garça

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

 

A Secretaria Municipal da Saúde alterou o gerenciamento do atendimento ao público que necessita de fisioterapia, ampliando os serviços que agora também estão sendo oferecidos no período da tarde. A medida tem como objetivo corrigir um problema antigo, uma vez que o município fazia a gestão para os seus pacientes e também para os convênios e particulares. Agora todo o trabalho está sendo administrado pela Santa Casa de Garça.

De acordo com informações passadas por Natalli Gaiato Cruz, que ocupa interinamente a Secretaria da Saúde durante a licença médica de Paula Miralla, o atendimento ao público da fisioterapia, que antigamente começava às 7h e se encerrava às 13h, foi estendido até às 17h, possibilitando que mais pessoas sejam assistidas e passem pelo tratamento indicado pelo médico especialista. Com isso, haverá uma diminuição na espera por este importante recurso.

“O serviço de fisioterapia era de responsabilidade da Prefeitura de Garça, uma vez que os pacientes da Atenção Básica, por motivo de encaminhamento médico de especialidade, eram atendidos no Hospital São Lucas e no antigo Hospital Samaritano.  A partir de agora, a gerência do serviço será incumbência da Santa Casa, corrigindo a antiga situação”, disse Natalli.

Apesar de não ser mais responsável pelo gerenciamento, a Secretaria da Saúde de Garça compra os serviços prestados pela Santa Casa e foi fundamental para essa mudança que possibilitou zerar a fila de espera no atendimento dos pacientes do setor de fisioterapia no município. Isso foi possível, graças a aproximação da Prefeitura de Garça com a diretoria da Santa Casa, possuem o objetivo comum de oferecer o melhor para a população garcense.

Segundo Lúcia Helena da Silva de Paula, superintendente da Santa Casa, foi realizada uma alteração na escala e o serviço foi organizado com o objetivo de viabilizar o melhor atendimento em horário apropriado para todos os pacientes e não mais apenas no período da manhã, quando nem todos possuíam tempo para realizar o tratamento.

“Com essas modificações, conseguimos aumentar o número de pacientes atendidos diariamente, diminuindo a espera para o tratamento em Garça. Os agendamentos para fisioterapia continuam sendo feitos como sempre foram e não haverá nenhuma mudança em relação ao trabalho”, disse Lúcia.

A superintendente explicou que atualmente existem 51 pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) sendo atendidos, além de seis que se encontram internados. As sessões de fisioterapia possuem duração de uma hora, com três profissionais atendendo simultaneamente.

“Com a ampliação do serviço, haverá a capacidade de atender toda a demanda que temos atualmente, zerando a fila de espera em Garça. Mudamos a coordenação do trabalho de fisioterapia aqui na Santa Casa e acreditamos que teremos condições de oferecer um melhor tratamento para todos”, explicou a superintendente.