Um novo começo

Uma página da história é virada e local vai passar por reforma

A antiga rodoviária é uma área que abrigou, ao longo dos últimos anos, muitos desocupados, passou a ser ponto de prostituição, tráfico de drogas e outros problemas sociais. Havia um claro desejo da comunidade para que uma mudança ocorresse naquele local. A Prefeitura Municipal de Garça finalmente conseguiu desapropriar a área e agora começa a desenvolver um projeto para ocupar esse espaço.

Quem passa pela antiga rodoviária notou que dois portões foram implantados, um na rua Heitor Penteado e outro na Minas Gerais, visando impedir a passagem de pedestres. O secretário municipal de Planejamento, Gilberto Sanches, explica que essa providência visa garantir a segurança dos próprios pedestres, enquanto os trabalhos sejam executados no interior do prédio.

Neste momento, uma equipe da Prefeitura realiza o levantamento real das edificações existentes na antiga rodoviária, uma vez que esse prédio passou por várias modificações e, ao se fazer um projeto para a revitalização do local, é necessário efetuar um levantamento de todas as suas características.

Foi dado prazo desde janeiro para desocupação por parte dos comerciantes ali instalados e agora isso está se concretizando. A Prefeitura necessita de levantamento atualizado do prédio para a realização do projeto do prédio.

“É um trabalho que demanda algum risco e não deve haver pessoas transitando na área interna. Além disso, o local tem problemas estruturais e a solução foi efetuar o fechamento com portões”

(Gilberto Sanches – Secretário Municipal de Planejamento).

O secretário ressaltou que é necessário contratar os projetos de arquitetura e complementares para as obras no prédio e a empresa que for vencedora desse processo necessitará ter os levantamentos, laudos e a verificação da estrutura existente, atividade que agora é desenvolvida pela administração.

“O prédio tem um valor histórico. Precisamos saber de sua estabilidade e aquilo que pode ser preservado, além da torre, que tem uma simbologia e a história da cidade embutida em sua forma. A torre vai ser preservada, já que ela está para Garça assim como o Big Ben está para Londres. Evidentemente, que a torre de Garça é muito menor, mas o Big Ben tem 90 anos, ao passo que essa torre já tem 75 anos e faz parte da história do município e da comunidade local. O projeto original do prédio da rodoviária não foi seguido à risca. Então, há de se trabalhar para fazer toda a medição, com as reentrâncias e volumes, para quantificar o serviço de recuperação da torre”

(Gilberto Sanches – Secretário Municipal de Planejamento).

Gilberto Sanches ressaltou que a revitalização dessa importante área central também vai permitir uma modificação do perfil do prédio da antiga rodoviária. Até hoje, ele tinha características meramente comerciais e, após o processo de reforma, passará a ser uma área institucional.

“Será um local que estará aberto ao público, com áreas de educação, eventos, palestras, exposições. Queremos, com isso, ter uma recuperação do valor do centro, ter a revitalização dessa área. Havia um pedido crescente da população para que existisse uma mudança nesse prédio e é isso que tem sido feito”

(Gilberto Sanches – Secretário Municipal de Planejamento).